Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
topo.jpg

Projetos

Atualizado em 19/11/14 09:23.

Projetos em andamento

Trabalho e qualificação no setor de serviços pessoais e distributivos

Trabalho, gênero e participação: identidade, associativismo e políticas de emprego e renda

Tempos de trabalho no Brasil:
Estado e sociedade no processo de redução dos tempos de trabalho

 

Trabalho e qualificação no setor de serviços pessoais e distributivos

Financiado pela Fapeg e com prazo de execução de 24 meses, a partir de julho de 2007, o projeto tem o seguintes objetivos:

a) analisar, sob o ponto de vista da sociologia do trabalho e do consumo, os subsetores de serviços pessoais (que ocorrem, por exemplo, em bares, recreação, serviços domiciliares) e de serviços distributivos (ligados ao comércio, transporte, comunicação e armazenagem) no Brasil, com destaque em Goiânia;

b) analisar algumas formas de trabalho formal ou informal nos subsetores mencionados, as ocupações, as transformações nas representações sociais de trabalho correspondentes aos nichos selecionados, questões de gênero, interações e relações sociais de trabalho, cultura do trabalho e do consumo;

c) Articular as atividades de treinamento, produção de dados, ensino e pesquisa efetivadas no LAMPCS e no NEST aos objetivos anteriores, extendendo o âmbito do projeto original à comunidade.

d) fortalecer a linha de pesquisa Trabalho, emprego e sindicatos, do Mestrado em Sociologia consolidar o Programa de Pesquisa Sociologia do Trabalho.

Com a participação dos professores Jordão Horta Nunes, Revalino Antonio de Freitas e Silvana Krause, a equipe do projeto integra também os seguintes alunos: Marina Lemes Landeiro, Lubia Gonzaga Dutra, Vanessa Alexandre dos Santos, Bárbara Larissa Nogueira, Tatiele Pereira de Souza.

voltar

 

Trabalho, gênero e participação: identidade, associativismo e políticas de emprego e renda

O Programa de Pós-graduação em Sociologia teve o projeto "Trabalho, gênero e participação: identidade, associativismo e políticas de emprego e renda" aprovado no Programa Nacional de Cooperação Acadêmica - Novas Fronteiras (PROCAD-NF), financiado pela Capes. O projeto é coordenado pelo professor Jordão Horta Nunes e partiu de uma iniciativa da linha de pesquisa "Trabalho, emprego e sindicatos", do PPGS e do Núcleo de Estudos sobre o Trabalho. Compreendendo uma associação com o Programa de Doutorado em Ciências Sociais da Unicamp, o projeto, a ser desenvolvido de 2009 a 2012, tem como principal objetivo viabilizar a consolidação do PPGS aprimorando a formação de alunos e docentes do Programa mediante a realização de missões de estudo e docência/pesquisa na instituição associada, a Unicamp. Visa ainda realizar estudos comparativos aproveitando projetos de pesquisa ou orientações de mestrado ou doutorado em andamento ou a serem propostos nas duas equipes durante a vigência do Procad, tendo como referência os eixos orientadores do projeto cooperado, ou seja, trabalho, gênero e participação. O projeto compreende equipes de docentes e alunos na UFG e na Unicamp. Compõem a equipe da UFG os seguintes professores(as): Jordão Horta Nunes, Maria Lucia Vannuchi, Revalino Antonio de Freitas e Silvana Krause. Do Programa da Unicamp participam os(as) docentes Angela Maria Carneiro Araújo (coordenadora), Liliana Segnini, José Dari Krein, Marcia de Paula Leite e Thomas Patrick Dwyer. Há seis mestrandos do PPGS programados para realizar mestrado ou doutorado sanduíche na Unicamp, bem como cinco alunos de iniciação científica, caso ingressem no mestrado em Sociologia pelo Programa. Estão programados também estágios pós-doutorais para três professores da UFG e um missão de longa duração para os professores componentes da equipe da UFG. Está também prevista a vinda dos docentes da Unicamp envolvidos no projeto, para participação em eventos, defesas, assessoria e planejamento de pesquisa.

voltar

 

Tempos de trabalho no Brasil: Estado e sociedade no processo de redução dos tempos de trabalho

O objetivo desta investigação é a apreensão do processo de constituição dos tempos de trabalho no Brasil, particularmente a redução desses tempos em suas quatro modalidades jornada, duração semanal, duração anual e na escala do ciclo de vida, através da ação da sociedade e do Estado, considerando a constituição desses tempos como resultante dos conflitos e contradições presentes na relação entre capital e trabalho sob mediação do Estado, que estabelece uma legislação que privilegia tempos de trabalho prolongados em suas diversas modalidades. Coordenado pelo professor Revalino Antonio de Freitas, e com a previsão de desenvolvimento até 2011, o projeto conta com a colaboração de uma bolista de iniciação científica, Lara Cristina da Silva e com a participação voluntária dos seguintes alunos(as):  Ana Maria Santos Martins,  Hyrata Hikeno Abe, Iolene Mesquita Lobato,  Leine Aparecida Barbosa da Costa Martins,  Leonardo César Pereira, Paulo Sérgio Tavares, Sirlene Maria de Oliveira,    Zilda de Araujo Rodrigues                            

voltar

                      

 

                       

                       

                       

                      

                       

                       
   

                    

 

Listar Todas Voltar